Grupo lança 1º programa de aceleração para startups de meio ambiente

Smartie - programa de aceleração de startups
(Foto: Beatriz Ramos/ Solvi)

A Solví, empresa comprometida em soluções de resíduos e valorização energética, criou a SMARTie, um programa de aceleração que buscará ideias inovadoras de startups da área de meio ambiente voltadas à destinação, valorização, transporte e uso de resíduos para gerar ou otimizar energia.

Estão previstos investimentos entre R$ 500 mil a R$ 3 milhões junto aos empreendedores da área. Para encontrar esses projetos, a companha lança a primeira corporate venturing – movimento de uma grande corporação em busca de inovação.

A iniciativa terá seis fases. A primeira etapa do programa lançou desafios para atrair as startups que atuam em quatro diferentes segmentos: valorização de resíduos, recuperação e otimização de energia, logística e logística reversa, e otimização e automação de processos.

Para cada vertical, a SMARTie vai organizar dois diferentes desafios. No caso da valorização de resíduos, o processo abrangerá o tratamento do chorume e o de lodo das estações de tratamento de efluentes (ETEs). Já no de recuperação e otimização de energia, haverá os desafios de aplicação de energia limpa e o de resíduo como combustível.

A vertical de logística e logística reversa contará com os temas aplicação de blockchain em resíduos e economia circular. Por último, a de otimização e automação de processos abordará como desafios a transformação digital aplicada às gestões ambiental e a de frota e logística.

As outras etapas incluem o recebimento das inscrições das startups interessadas, entrevistas de seleção, apresentação de pitchs, mentorias técnicas e o demo day.

Os desafios da primeira etapa serão lançados nos canais digitais do próprio programa nas redes sociais @smartie.global e no site oficial da SMARTie.