Ecobio lança pipoca orgânica para micro-ondas com embalagem de papel

(Foto: Divulgação Ecobio)

Após três anos de estudo, a Ecobio lança a primeira pipoca orgânica para micro-ondas do Brasil, totalmente natural e sem óleo, gordura trans, conservantes, glutamato monossódico (sal sódico), diacetil e livre de resíduos agrotóxicos.

O produto foi desenvolvido para atender a demanda dos consumidores que procuravam mais praticidade.

A empresa também desenvolveu a primeira embalagem de papel não branqueado do mundo para pipoca de micro-ondas, que usa cola de polvilho de mandioca orgânica e aguenta a temperatura mais alta.

No mercado desde 1984, a Ecobio é uma empresa familiar que nasceu da parceria entre Robert Salet e seu pai, na fazenda da família, uma propriedade de 12 hectares no Rio Grande do Sul.

“Nessa época não falava em orgânico, nós chamávamos de produto ecológico e não tinham normas de produção no Brasil. A gente se baseava no conhecimento de outros países e éramos considerados loucos”, se diverte Salet.

Hoje, a empresa possui mais de 500 hectares de produção orgânica e seis agroindústrias, que processam os produtos e vendem para os consumidores e como matéria-prima para empresas no mercado de orgânicos, e 60 produtos em seu portfólio.

“É preciso muita persistência, talvez esse seja o grande diferencial na agricultura orgânica. O grande estímulo que nós temos para ser orgânico é o orgulho de ser um produtor independente de insumos de outras empresas, como sementes transgênicas e agrotóxicos, e sermos capazes de desenvolver a nossa própria tecnologia”, conta.