Crescimento do consumo de produtos orgânicos e naturais impulsiona Bio Brazil Fair

(Foto: Divulgação)

Que o mercado de produtos orgânicos e naturais está em franca ascensão ninguém duvida. Pesquisa recente divulgada pelo Organis (Conselho Brasileiro de Produção Orgânica e Sustentável) revelou que 1 em cada 5 brasileiros (19%) consome algum produto orgânico (contra 15% de 2017).

O número de vegetarianos no Brasil também saltou de 8%, em 2012, para 14%, em 2018, segundo pesquisa do IBGE citada pela SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira), o que representa quase 30 milhões de pessoas.

Por fim, o Euromonitor International identificou, em 2017, que 20% dos brasileiros estão dispostos a pagar mais caro por produtos naturais, mais simples e minimalistas, locais, artesanais, minimamente processados e que valorizam ingredientes regionais.

Esta busca da população por um estilo de vida mais saudável e sustentável tem impacto direto no desenvolvimento econômico do setor, fomentando a produção, processamento, distribuição, varejo e, como não poderia deixar de ser, os eventos de negócios que o representa.

A edição 2020 das feiras simultâneas Bio Brazil Fair | Biofach America Latina e Naturaltech (de 17 a 20 de junho, no Anhembi) confirma o crescente número de empresas engajadas em atender a nova demanda. Já no lançamento comercial, as feiras registraram 88% de ocupação e um aumento na área de exposição da ordem de 50% na comparação com a edição de 2019.

As feiras são fruto da visão empreendedora da Francal Feiras, que há 16 anos enxergou o potencial deste mercado, numa época em que o consumo por produtos orgânicos e naturais era incipiente e antes mesmo da regulamentação e criação do selo orgânico, que só passou a ser obrigatório há 8 anos.

Desde então, as feiras vêm registrando crescimento contínuo, o que levou inclusive à mudança de pavilhão em 2018 a fim acomodar melhor o expressivo aumento de expositores, visitantes profissionais e consumidores finais. Entre 2014 e 2017, o número de expositores aumentou em 40% e o de visitantes, 35%.

A edição de 2019, realizada em junho, manteve o ritmo: teve 33% expositores a mais que em 2018 e recebeu mais de 44 mil visitantes, entre lojistas, compradores, profissionais do setor e da saúde, e consumidor final. O número é 8% maior na comparação com o ano anterior, sendo que o aumento de compradores profissionais que compareceram ao evento foi de 21%.