Produtores e empresários brasileiros expõem na Biofach

foto- Divulgação

A Biofach entra no segundo dia, com destaque da presença do Brasil.

A maior feira internacional de negócios de produtos orgânicos, que vai até sábado em Nuremberg- Alemanha, recebe uma delegação de produtores do centro-oeste, empresas ligadas ao Organis – Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável, projetos, cooperativas e associações ligadas a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) e muitos empresários dos segmentos de tecnologia, distribuição e varejo de todos estados brasileiros.

O coordenador de Assuntos da Agricultura Familiar e Cooperação Internacional da Sead, Hur Ben Corrêa da Silva, fala sobre a abertura oficial da Biofach 2018: “Foi um momento que privilegiou uma reflexão voltada para a questão da natureza e a degradação dos recursos naturais no mundo. Trouxe um enfoque da nova geração, que é a geração do milênio e carrega o papel de trazer a notícia da necessidade de um mundo sadio. Além disso, tivemos falas importantes do setor de orgânicos, trazendo à tona a demanda de orgânicos do mundo, no mercado que os absorve cada vez mais.”

Foto- divulgação Sead

No estande das empresas associadas ao ORGANIS, a Apex-Brasil e o Projeto Organics Brasil mostram empresas exportadoras, que há muitos anos levam o nome e a qualidade dos biomas do país em forma de commodities ou produtos para o consumidor final.

Foto- divulgação

E ainda, Circulando pela Biofach, em Nuremberg, um grupo de produtores rurais e técnicos do Sebrae, visitam a maior e mais importante feira de negócios de orgânicos. O presidente do Sindiorgânico (Sindicato dos Produtores Orgânicos do Distrito Federal), Gilsergio dos Santos Silva, um dos participantes da viagem, conta que o objetivo é ampliar a visão dos produtores sobre o mercado e dar possibilidades de comercialização, compra de equipamentos, conhecer representantes de todo o mundo e ter contato com todas as novidades do setor. O cronograma da viagem inclui visitas técnicas a uma fazenda produtora, que trabalha com venda direta ao consumidor final, localizada no distrito de Hanôver; a cooperativa Franken-Gemüse, que comercializa produtos de pequenos agricultores, em Nuremberg; e a dois supermercados especializados em orgânicos (EBL Naturkost e Denn’s Biomarkt).