Carrefour começa a vender terra vegetal orgânica

(Foto: Pixabay)

O Carrefour lança o Terra Vegetal, um produto feito a partir de resíduos oriundos do setor de perecíveis de 48 lojas em São Paulo.

Comercializada em embalagens de cinco quilos, a terra é própria para jardinagem, horta, gramado e cobertura de solo em geral. 

Frutas, verduras, ovos e sobras de peixaria e padaria serão recolhidos e destinados para compostagem pela Ecomark, empresa especializada em gerenciar resíduos orgânicos.

Considerando o período de decomposição e a chegada às gôndolas, o processo de preparo da terra é de três a quatro meses e se tornam insumo enriquecido. 

Desta forma, a terra vegetal retorna à cadeia de consumo ao invés de serem descartados. Além da qualidade, seu processo de produção representa o combate ao desperdício de alimentos e reforça o conceito de economia circular.

Segundo o Head de Sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil, Lucio Vicente, a iniciativa integra as ações de desperdício zero e de logística de orgânicos da companhia no país.

Apenas no primeiro lote produzido da terra vegetal, 250 toneladas de resíduos não foram destinadas a aterros sanitários.

O plano é que, mensalmente, de 350 a 400 toneladas de resíduos da rede Carrefour sejam destinadas à compostagem, o que representará 80 mil unidades da Terra Vegetal.