Mercado de carbono ajuda no clima e estimula economia

(Foto: Pixabay)

O Brasil é o sexto maior emissor de gases de efeito estufa no mundo, com quase dois bilhões de toneladas de carbono emitidos, principalmente, do desmatamento, agropecuária e do uso de energia. O assunto foi tema de painel da Conferência Brasileira de Mudança Climática.

Segundo o diretor executivo do Instituto ClimaInfo, Délcio Rodrigues, a solução é investir em energias renováveis. “O país tem toda tecnologia para fazer tudo o que precisa ser feito. O que faltam são novos setores, e cuidar das nossas energias, com alternativas renováveis como a solar e a eólica”.

Para o engenheiro florestal da empresa Cerâmica Gomes de Mattos, Stephenson Ramalho, companhias e funcionários engajados ficam mais motivados em um ambiente que se preocupa com o clima e o meio ambiente.

Ele ressaltou que é possível começar com medidas pequenas, como substituir o combustível fóssil pelo biodiesel. Hoje, a empresa abastece os seus veículos com uma mistura feita com pó de serralharia e poda de árvores.

Também participaram do painel: Guilherme Prado, analista técnico da empresa Sustainable Carbono; consultor técnico do Instituto Ekos Brasil, Thiago Othero; o coordenador de sustentabilidade do grupo Natura Cosméticos, João Teixeira; e o diretor da Economia Verde do WWF-Brasil, Alexandre Prado.

** Com informações da Folha de Pernambuco