Sustentabilidade deve estar aliada ao lucro, aponta APEX

(Foto: Pixabay)

A sustentabilidade é o carro-chefe da produção agrícola, mas ela precisa caminhar junto com a rentabilidade, afirmou o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, no Fórum Estadão Agronegócio Sustentável.

O empresário ressalta que a revolução do agro melhorou tanto a condição do campo, quanto a vida dos brasileiros, e como a preservação do território nacional é uma vantagem para o Brasil em relação a outros países.

“Nossa vantagem, além disso, é que podemos expandir a agricultura sem incorrer em conflitos com o meio ambiente ou mais desmatamento”, disse.

Atualmente, o país possui 48 milhões de pastagens degradadas e que deverão ser convertidas em cultivos integrados nos próximos anos.

O presidente da Apex também ressaltou que o investimento em pesquisa e o pensamento sobre a inclusão do meio ambiente, como o Código Florestal foi um importante avanço para unir a produção agrícola e o meio ambiente.

“Somos sustentáveis e isso é importante que seja levado ao exterior. Ainda sofremos por causa de uma imagem não correspondente ao cenário da produção brasileira”, continuou. “Lógico que ainda há distorções e realidades distintas, pois o Brasil é grande e diversificado. Mas podemos dizer que o Brasil é o mais sustentável do mundo”.

** Com informações da Isto É Dinheiro