GM e Fiat apresentam planos para veículos elétricos

(Foto: Divulgação Fiat)

A quantidade de veículos elétricos na rua ainda está longe do número de carros convencionais, mas já é uma realidade na indústria automotiva. A General Motors (GM) anunciou um plano para produzir um grande volume de veículos elétricos acessíveis nos próximos anos. 

A montadora prevê o lançamento do Chevrolet Bolt EV ainda este ano, o utilitário elétrico Hummer e o SUV, Cadillac Lyriq, até 2022. Mais de 20 modelos serão aposentados e os elétricos terão preços para atrair os consumidores comuns.

“Queremos colocar o maior número possível de veículos elétricos na estrada. Acreditamos que a mudança climática é real e temos a capacidade e a responsabilidade de criar um planeta mais limpo e saudável”, disse Mary T. Barra, diretora executiva da GM.

A expectativa da GM é que as vendas de seus veículos elétricos nos Estados Unidos e na China superem 1 milhão por ano até 2025. E atrair os compradores da Tesla.

A montadora de Elon Musk tem dominado as vendas de elétricos nos Estados Unidos e no exterior. Em 2019, 367.500 carros foram vendidos no mundo.

A Fiat apresentou oficialmente o Fiat 500, seu primeiro veículo totalmente elétrico. O carro tem 118,3 cavalos de potência, chega a 150 km/h, podendo ir de 0 a 100 km/h em nove segundos.

A bateria pode ser recarregada em tomadas residenciais e possui um sistema de recarga rápida. Cerca de 80% da carga da bateria é recarregada em 35 minutos e recebe uma carga necessária para rodar 50 quilômetros em cinco minutos.

O lançamento do Fiat 500 elétrico está previsto para acontecer no Brasil no final de 2020.