Manifesto do fracasso para preservação da Terra

(Foto: Pixabay)

Caros amigos que compartilham as notícias que fazem diferença no mundo da sustentabilidade, publicamos mais uma newsletter com assuntos importantes que aconteceram na segunda quinzena de novembro.

Entre os destaques está a carta assinada por 15 mil cientistas, de 184 países, o suficiente para lotar o estádio do Pacaembu (SP), em defesa do planeta. Eles assinaram um novo manifesto dizendo novamente que a “humanidade fracassou frente aos desafios ambientais, aquecimento global e mudança de atitude governamental pela sustentabilidade”. São mais de 10 itens de severa advertência.

Veja também outro alerta dos cientistas: catástrofes, como terremotos violentos, tendem a aumentar significantemente em 2018, principalmente, como consequência do aquecimento global.

Se não bastasse descobrimos que cortes de verba do governo Temer ameaçam sucatear ainda mais os equipamentos que fazem a previsão meteorológica no Brasil.

Sem perder a esperança, a roda se movimenta e outras ações positivas acontecem. Vamos aos destaques e boa leitura.

Destaques

Carta assinada por 15 mil cientistas alerta sobre o risco ao planeta

Intitulada “Advertência dos Cientistas do Mundo à Humanidade: um Segundo Aviso”, a cata alerta que “a humanidade fracassou em fazer progressos”. Será que ainda há esperança?

Cientistas preveem que terremotos em 2018 serão piores

Especialistas norte-americanos acreditam que as variações na velocidade de rotação da Terra poderão intensificar a atividade sísmica.

Falta de orçamento ameaça monitoramento da Amazônia

Nos últimos sete anos, o orçamento real do INPE diminuiu quase 70%. A proposta do governo é cortar 39% em 2018.