As principais notícias ambientais nas regiões do Brasil

As principais notícias ambientais nas regiões do Brasil.

 

Região Nordeste – Incêndio arrasou Chapada Diamantina

 

Incêndio de um mês e a Chapada Diamantina, na Bahia, está arrasada. Seus efeitos devem se prolongar por mais de uma década em um local onde caatinga, cerrado e mata atlântica se encontram.

“Se não passar fogo por ali (de novo), em 15 anos é que algumas áreas começarão a se recuperar”, diz o geógrafo Rogério Mucugê, em entrevista a BBC Brasil. Ele é coordenador de projetos da ONG Conservação Internacional na região, onde vive desde a década de 1990.

Segundo ele, esse é o prazo para que a mata ciliar, a área de floresta que protege os rios, esboce uma reação – os campos de cerrado se recuperam mais rápido. Em razão da diversidade, algumas espécies da fauna e da flora só existem ali.

Região Sul – chuvas torrenciais no Paraná

As chuvas que caem na região noroeste do Paraná resultaram em deslizamentos em duas estradas neste sábado (28). A PR-158, entre Paranavaí e São João do Caiuá, e a PR-559, entre Paraíso do Norte e São Carlos, tiveram o tráfego dificultado.

Na PR-158, as margens ficaram alagadas e cheias de lama. Em um trecho de 100 metros a lama cobriu a pista toda, forçando motoristas a dirigir pela pista contrária.

Já na PR-559, parte da rodovia cedeu pelo excesso de água da chuva. Foi feita uma obra provisória para fechar o buraco, mas pouco tempo depois já havia infiltração.

 

Região Norte – aumenta desmatamento da Amazônia

O Ministério do Meio Ambiente divulgou na tarde desta quinta-feira (26) os dados oficiais do desmatamento da Amazônia do sistemas Prodes, medidos entre agosto de 2014 e julho de 2015 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Houve aumento de 16% em comparação ao ano anterior (crescimento de 5.012 km² para 5.831 km²), e os estados de  Amazonas (54%), Rondônia (41%) e Mato Grosso (40% de aumento) foram os que mais puxaram para cima esse aumento.

Segundo a ministra Izabella Teixeira, há ilegalidades acontecendo em determinadas regiões do Amazonas e a pasta estuda a criação de novas unidades de conservação para conter as derrubadas

 

Região Centro-oeste – 6,8 milhões de raios/ano no Mato Grosso

Estudo divulgado pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), informa que caem em Mato Grosso aproximadamente 6,8 milhões de raios por ano, o que coloca o estado no terceiro lugar no ranking geral de incidência anual de raios. Em 15 anos, 97 pessoas morreram após serem atingidas por raios em MT. Para o G1 de MT, o físico da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Paulo Arruda, explica o que influencia a queda de raios nas grandes cidades. “Estudos apontam que ilhas de calor dentro das cidades contribuem para a incidência de raios, outro fator é a construção de edifícios”.

 

Região Sudeste – Lama da Samarco continua destruindo

três semanas depois do rompimento da barragem em Mariana (MG) e a chegada da lama no oceano por Linhares (ES), cientistas, ambientalistas, politicos e indigenas estão pessimistas com a recuperação do Rio Doce. A Vale do Rio Doce anunciou que 80% da vida no rio está comprometida.