10 ações para manter a confiança do consumidor em orgânicos

(Foto: Freepik)

A Organic Trade Association (OTA) definiu 10 ações prioritárias para  ajudar a moldar as novas regras para o Programa Nacional de Orgânicos, que deve entrar em vigor no Estados Unidos em 2019.

O programa abrangerá inicialmente dez áreas e já é considerado uma das maiores leis de regulamentação do comércio e da certificação de produtos orgânicos na história.

Conheça abaixo as 10 principais prioridades de fiscalização da OTA:

  1. Operações Excluídas: Exigir certificação de cada produtor, manipulador e operação de manuseio na cadeia de suprimento orgânica com exceções muito limitadas.
  2. Banco de Dados de Integridade Orgânica: Exigir relatórios anuais para o Banco de Dados de certificadores orgânicos credenciados na área de produção agregada por cultura e localização.
  3. Sistema de reclamações e alertas: Atualizar o processo para priorizar reclamações do Programa Orgânico Nacional e desenvolver um sistema de alerta público.
  4. Identificação orgânica: Aumentar os requisitos de identificação orgânica para incluir na documentação com produtos certificados e com todos os recipientes não comerciais e embalagens contendo produtos orgânicos.
  5. Testes: Atualizar a Orientação do Programa Orgânico Nacional sobre Testes de Resíduos e aumentar o uso requerido de testes para importações e outros produtos e / ou regiões de alto risco.
  6. Grupos de Produtores: Formalmente responder às Recomendações do National Organic Standards Board e conduzir a elaboração de regras para assegurar a supervisão e fiscalização consistentes das operações do grupo.
  7. Supervisão de Inspetores e Certificadores (incluindo Escritórios Satélite): Desenvolver auditorias mais robustas de Agências Certificadoras Credenciadas, incluindo auditorias anuais de escritórios satélites no país, bem como em países estrangeiros.
  8. Acordos de Equivalência e Reconhecimento: Priorizar a supervisão e a transparência dos dados nos arranjos, melhorar as comunicações com o parceiro comercial e fazer o acompanhamento apropriado.
  9. Inspetores (Qualificações, Treinamento e Avaliações de Campo): Melhorar qualificações e treinamento de inspetores para detectar fraudes e definir requisitos mínimos para qualificações / treinamento.
  10. Certificados de Importação: Colocar em funcionamento um sistema que coleta mais dados, incluindo rastrear o produto original até sua origem, e melhorar o acesso on-line ao sistema de certificado de importação eletrônica.

** Com informações do Natural Products Global