Associação australiana pede regulações mais rígidas para orgânicos

(Foto: Freepik)

A Federação Nacional dos Agricultores (NFF) pediu ao governo australiano que atenda à necessidade da indústria orgânica do país de regulamentação doméstica urgente como uma de suas principais solicitações para “reduzir a burocracia nos negócios agrícolas”.

Em documento para acelerar a recuperação da pandemia, a NFF destaca que a falta de uma regulamentação consistente para a agricultura orgânica era imperativa, uma vez que a Austrália é a última nação desenvolvida no mundo a ter uma abordagem consistente no setor.

“Atualmente, a Austrália é o último país desenvolvido a ter uma abordagem consistente à produção orgânica. A abordagem inconsistente limita o acesso ao mercado dos produtores orgânicos australianos, afeta a confiança do consumidor e aumenta a carga econômica para a indústria”, disse a Federação em nota.

Além disso, o relatório recomenda fortemente que o governo programe a regulamentação doméstica como parte da meta do setor agrícola australiano de atingir US$ 100 bilhões em produção até 2030.

“Nosso esforço para determinar a regulamentação doméstica nos últimos 18 meses foi apoiado pelo ministro Littleproud e pela NFF, provando um diálogo aberto de que, pela primeira vez em 27 anos, essa questão agora pode ser tratada adequadamente”, diz Niki Ford, CEO da Australian Organic. “O Padrão Nacional para Produtos Orgânicos e Biodinâmicos foi originalmente escrito com a intenção de ser aplicado internamente quando foi anunciado em 1992, mas devido a razões desconhecidas, isso nunca ocorreu.”