Mercado de orgânicos cresce no Brasil e na Nova Zelândia

(Foto: Unsplash)

O faturamento do setor de orgânicos no Brasil, este ano, deve chegar a R$4 bilhões, com um crescimento contínuo de 20% desde 2015, segundo projeção do Conselho Nacional da Produção Orgânica e Sustentável (Organis).

Os cálculos são baseados no crescimento das exportações, o surgimento de novas empresas e a variedade de produtos lançados periodicamente. A venda online, apesar da sua participação ainda ser tímida, tem crescido gradativamente.

Na Nova Zelândia, o setor de produtos orgânicos cresceu duas vezes mais rápido com uma alta de 8,1% nas vendas no varejo. O mercado total cresceu 30%, o equivalente a US$93,1 milhões, desde 2015, de acordo com estatísticas do mercado.

Cerca de 80% dos consumidores locais compram orgânicos, no mínimo, duas vezes por mês, sendo 51% em alimentos frescos e 35% em alimentos embalados/ congelados.

Em relação a exportação, o mercado externo passou de US$167,2 milhões, em 2015, para US$240,8 milhões, um crescimento de 42%. Os principais parceiros comerciais do país incluem a Austrália, que o mercado interno já vale mais de US$1,5 bilhão, e vários países da Ásia.

** Com informações da Isto É Dinheiro, Food Navigator Asia