Número de produtores orgânicos triplica no Ceará em sete anos

(Foto: Pixabay)

Até o início do mês de setembro, 616 produtores de orgânicos do Ceará se registraram no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. O número é três vezes maior aos 200 contabilizados em 2013 no estado.

O Ministério da Agricultura (Mapa) estima que existam mais de 370 produtores no estado que não estão cadastrados. 

A produção orgânica está distribuída, principalmente, no Sertão Central, na região da Paraipaba, Paracuru e Região do Cariri. As principais produções se concentram na Serra da Ibiapaba (frutas e hortaliças), no Maciço de Baturité (algodão e mel) e no Cariri (mel).

O mel ainda é a principal atividade no estado. Segundo o secretário-executivo da Comissão da Produção Orgânica (CPOrg) do Ceará, Adriano Custódio, são 209 apicultores que produzem mel quase que integralmente orgânicas. Isso porque a vegetação nativa da Caatinga é propícia para a agricultura de sequeiro, técnica usada em terrenos onde a pluviosidade é baixa. 

Atualmente, 19.978 produtores estão registrados no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos no Brasil, número 200% superior em relação aos 5,69 mil cadastros em 2012.

** Com informações do Diário do Nordeste