Primeiros produtores de orgânicos no Sertão são certificados

(Foto: Unsplash)

A Rede de Agroecologia Povos da Mata certificou as cinco primeiras propriedades em cultivo orgânico no Território Sertão Produtivo, região que abrange 19 municípios na Bahia.

A certificação é o resultado de um trabalho iniciado há mais de três anos, desenvolvido no Instituto Federal Baiano – Campus Guanambi, com financiamento do CNPq e do Ministério da Agricultura.

Os produtores destas propriedades formaram o grupo “Orgânicos da Caatinga”, que produz alimentos, como alface, couve, acelga, coentro, cebolinha, rúcula, espinafre, cenoura, beterraba, aipo, salsa, chicória e feijão gandu.

Os agricultores poderão usar o selo de produto orgânico pelo prazo de um ano, podendo tanto comercializar os produtos diretamente para os clientes, quanto fornecer para revenda em supermercados.

A Rede Povos da Mata funciona como Organização Participativa de Avaliação da Conformidade (OPAC), credenciada junto ao Ministério da Agricultura para emissão dos certificados. A entidade é administrada pela representação dos próprios agricultores pertencentes à rede e é aberta a adesão de novos membros.

** Com informações da Agência Sertão