Vendas globais de alimentos orgânicos superaram US$ 100 bilhões em 2018

(Foto: Unsplash)

Novo relatório da Ecovia Intelligence mostra que as vendas de alimentos e bebidas orgânicas no mundo aumentaram 6%, atingindo US$105 bilhões em 2018, recorde do setor.

A América do Norte e a Europa continuam os maiores mercados e somam 90% da receita global. Entretanto, vários países com uma forte exportação estão desenvolvendo mercados internos fortes, como Brasil, China e Índia.

Os Estados Unidos têm o maior mercado de alimentos e bebidas orgânicas, com cerca de 45% das vendas globais. Já a Dinamarca, lidera na participação no total de alimentos e bebidas, com quase 14% nas vendas de alimentos no varejo.

Os consumidores que mais gastam em orgânicos estão na Suíça, Dinamarca, Suécia e Áustria.

O aumento da conscientização dos consumidores sobre produtos orgânicos e a ampliação da disponibilidade são os dois principais fatores que impulsionaram o crescimento global.

Apesar do crescimento sólido, para o fundador da Ecovia Intelligence, Amarjit Sahota, a concentração da demanda, o crescente número de padrões orgânicos nacionais e privados, e da concorrência de produtos sustentáveis e com rótulos éticos são os principais desafios dos orgânicos no mercado.

** Com informações da Natural Products Global