Panamá encoraja projetos de preservação da biodiversidade e consciência ecológica

(Foto: Public Domain Pictures.net/ CC0 Public Domain)

Principal rota comercial entre a América do Sul e a América Central, o Panamá conquistou uma enorme importância econômica na região e viu sua influência aumentar de maneira significativa nos últimos anos.

Além do seu canal mundialmente famoso e diversas atrações turísticas, o país rapidamente ganha notoriedade, devido às ótimas iniciativas que encorajam a preservação do meio ambiente.

Rica biodiversidade que encanta e impressiona

A biodiversidade do Panamá é três vezes maior do que a dos Estados Unidos, Canadá e da Europa combinadas. Sua área terrestre ultrapassa os 7,5 milhões de hectares e somente as florestas são responsáveis por mais da metade deles.

A outra metade das terras no Panamá moderno são usadas para agricultura e quase todas essas terras atualmente cultivadas e de pastagem costumavam ser áreas de florestas.

Toda essa fauna e flora ricas precisavam ser preservadas e as áreas desmatadas devidamente recuperadas. Novas técnicas e pesquisas podem ajudar muito os esforços de reflorestamento e no Panamá isso tem sido realizado de forma bem-sucedida.

Programas de sucesso têm sido implementados há décadas

Conforme aponta a renomada organização Tools of Change, um dos programas de maior sucesso ocorreu no país de setembro de 2000 a março de 2001 em El Cacao-Capira. Uma aldeia rural com aproximadamente 500 pessoas em área montanhosa, dentro da bacia hidrográfica do famoso Canal do Panamá.

A maioria da população dessa região vive da agricultura de subsistência e, tanto o tempo quanto os recursos disponíveis eram limitados, os organizadores direcionaram o programa para a promoção de duas técnicas simples e eficazes para melhorar a sustentabilidade.

Essas técnicas consistiam na utilização de compostos de cava ou caixa, com vegetação ou resíduos animais, em conjunto do plantio de grama Vetvier ao longo do contorno, para formar uma barreira viva contra a erosão do solo.

O programa ajudou os agricultores participantes a dar os primeiros passos rumo à sustentabilidade e à autoconfiança. Eles aprenderam diversas alternativas aos fertilizantes químicos, como poderiam tomar medidas para evitar a erosão do solo e, principalmente, a importância da agricultura sustentável.

Enquanto uma barreira de demonstração de controle de erosão foi rapidamente estabelecida em uma das fazendas, o conceito de perda de solo e a consequente perda de produtividade foi mais difícil, mas não impossível, de transmitir.

Os compostos, por outro lado, eram prontamente aceitos, pois os benefícios imediatos eram mais visíveis. E, ao final do programa, oito compostos domésticos, adicionais aos criadouros nas fazendas, já estavam em uso.

(Foto: Flickr US Embassy Panama/ CC BY-ND 2.0)

“The Planting Empowerment” empodera agricultores locais

Outro programa de sucesso implementado no país é o famoso “The Planting Empowerment”. Lançado em 2006 e ainda ativo, o empreendimento tem como objetivo transformar lotes de terra desmatados em ecossistemas tropicais sustentáveis, através do uso de uma mistura de espécies nativas.

Essa mistura não apenas permite que a população continue a se beneficiar de suas terras como também gera uma boa dose de lucro para as comunidades locais.

O projeto arrenda as terras em vez de comprá-las, o que proporciona um incentivo econômico contínuo para manter o proprietário em suas terras e envolvido diretamente com ele.

Além disso, o “The Planting Empowerment” também fornece diversas oportunidades para os membros das comunidades, ao oferecer empregos para os jovens adultos, que não precisam mais procurar trabalho em lugares distantes de sua terra natal ao mesmo tempo em que aprendem a cultivar o solo de uma forma mais eficaz e sustentável.

A iniciativa recebeu um novo impulso em 2009, quando ganhou o renomado prêmio Seed por sua abordagem inovadora ao reflorestamento. Já em 2015, a organização mirou além e começou a desenvolver uma parceria com uma empresa de manejo florestal para ajudá-los a solucionar ainda mais problemas.

Diversas outras iniciativas também atraem atenção e admiração internacional

Existem muitos outros projetos que também merecem destaque no Panamá, como o “Projeto com a comunidade de Quebrada Ancha” da Fundação Parque Nacional Chagres, o “Resgate e reabilitação de fauna silvestre” da Asociación Panamericana para la Conservación e o “Reciclando com as pessoas e o meio ambiente” da FAS Panamá.

O Panamá conta com uma das maiores biodiversidades ecológicas do mundo. Todas essas iniciativas mencionadas contribuem para fazer com que o país permaneça assim e ajudam a conservar alguns dos bens mais preciosos da humanidade.