IFOAM define metas para agricultura e pecuária orgânica na Europa até 2030

O 9º Congresso Europeu IFOAM empreendeu a tarefa importante de se concentrar sobre o futuro da indústria de orgânicos na Europa e na elaboração de estratégias para transformar a visão do movimento orgânico em 2030 em realidade. A base para o trabalho organizado em quatro grupos foi o documento “Transformando Alimentação & Pecuária – uma visão orgânica para a Europa em 2030”.

Esse documento é o resultado de um processo participativo que começou em novembro de 2013, em Bruxelas. O objetivo é que até 2030, para estabelecer práticas justas, ambientalmente amigáveis ​​e socialmente responsáveis ​​na produção e comércio em larga escala, para garantir que uma alta proporção de terra convertida para aumentar o consumo de alimentos orgânicos.

Desafios até 2030

.   Para enfrentar os ambientes político, econômico e regulamentar até 2030, os avanços tecnológicos e da criação de um mercado digital único, que ajudou a UE a reequilibrar a sua economia e assumir a liderança mundial em tecnologias digitais. A UE será capaz de retornar ao crescimento graças a reformas estruturais concebidos para tornar a tomada de decisões mais eficiente e estratégias de investimento inteligente.

·  À medida que a população da UE envelhece, combinado com melhorou a expectativa de vida, cria-se um forte incentivo para permanecer saudável, ideal para oferecer  uma variedade de produtos ecológicos deverá estar disponível para atender a crescente demanda dos consumidores .

·  Os consumidores estão confusos por causa da proliferação de rótulos ecológicos que competem nas  prateleiras dos supermercados, apesar de ser boa publicidade para o movimento orgânico, há ainda uma elite do consumidor que procura ​​fontes de informação confiáveis para entender  o rótulo.

·    Com a legislação garantindo normas mínimas em todo setor agrícola, é necessário a integração e ampliação de orgânicos para fazendas que utilizam a tecnologia mais recente e integrada em plataformas de grande intercâmbio de dados da UE. É preciso incentivar o uso da energia verde barata, uso de biocombustível para que os alimentos continuem sendo transportados a longas distâncias e o uso de aplicativos para rastreabilidade dos alimentos.

Mercado da União Europeia

As vendas no varejo de alimentos orgânicos na Europa cresceram 138% de 10,2 bilhões de euros em 2.004- para 24,3 bilhões em 2013 e a gestão de agricultura orgânica na Europa cresceu cerca de 70% para 11,5 milhões de hectares entre 2005 e 2013.

O documento já está disponível para download – http://www.ifoam-eu.org/sites/default/files/413-ifoam-vision-web.pdf

 

** A cobertura do evento foi feita pela equipe do portal alemão http://organic-market.info/