China quer acabar com uso de plástico descartável até 2025

(Foto: Pixabay)

A Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma e o Ministério da Ecologia e Meio Ambiente da China anunciaram que a produção e o uso de plástico em grande quantidade vão ser gradualmente eliminados no país até 2025.

Até o fim deste ano, os sacos de plástico vão ser proibidos nas principais cidades chinesas. Em outras cidades e vilas, o prazo será estendido até 2022.

Além dos sacos, também será proibido o uso de canudinhos, utensílios de plástico usados em restaurantes para viagem e envelopes almofadados de envio de encomendas.

Os mercados que vendem produtos frescos estão isentos da medida até 2025.

O governo chinês também pretende que as cidades e vilas reduzam em 30% a utilização de plástico descartável na restauração. Algumas regiões e setores vão ter restrições maiores em relação à produção e venda de plástico.

Atualmente, a China é responsável por cerca de 29% dos produtos de plástico, sendo o país com maior produção de plástico do mundo.

Até o fim deste ano, a China pretende atingir uma taxa de reciclagem de 35% em 46 cidades e realizar um sistema de reciclagem urbana em nível nacional até 2025.