Startup indiana transforma ar poluído em tinta

(Foto: Divulgação/ Graviky Labs)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que 92% da população mundial respiram ar poluído. Um dos países com índices alarmantes é a Índia. Para ajudar a combater a emissão de gases poluentes, a startup indiana Graviky Labs desenvolveu a Air Link, um processo que retira o carbono presente no ar poluído e o transforma em tinta.

O processo é simples. No primeiro momento, é conectado um equipamento ao escapamento dos automóveis. Este equipamento irá deixar o ar quente passar e recolher a fuligem, que passará por diversos processos de remoção de metais pesados e substâncias cancerígenas, limpando o ar. Após o procedimento, o carbono limpo é utilizado para fabricar as tintas.

(Foto: Divulgação/ Graviky Labs)
(Foto: Divulgação/ Graviky Labs)

Segundo a empresa, “pesquisas têm demonstrado que muitas mortes prematuras estão diretamente relacionadas com a fuligem no ambiente. Exposição a partículas [de poluição] leva a cerca de 20.000 mortes prematuras na América a cada ano. Muitas dessas mortes foram causadas por doenças relacionadas à fuligem. Os dados também mostram que a poluição faz com que anualmente aconteçam quase 300 mil ataques de asma e sejam perdidos 2 milhões de dias de trabalho devido a problemas respiratórios”.

Por enquanto, as tintas da Graviky Labs não estão disponíveis para venda, aguardando certificação. Para saber mais sobre o projeto, acesse: http://www.graviky.com/

(Foto: Divulgação/ Graviky Labs)
“Esta é a tinta produzida pela poluição de um carro durante 30 minutos em Bangalore”, diz a placa (Foto: Divulgação/ Graviky Labs)

** Com informações da B9