USP é a universidade mais sustentável da América Latina

(Foto: Divulgação/ USP)

A Universidade de São Paulo (USP) é a universidade mais sustentável da América Latina e a 18ª no ranking mundial da GreenMetric, uma rede que reúne instituições de todo mundo. Na edição passada, a USP ocupou a 23ª colocação geral. 

Ao todo, 780 universidades de 85 países foram avaliadas pelo ranking, sendo 28 brasileiras. 

Elaborado anualmente, o GreenMetric classifica as instituições que desenvolvem as melhores práticas e programas de sustentabilidade em seus campi, considerando seis indicadores: Local e infraestrutura, Energia e mudanças climáticas, Resíduos, Água, Transporte e Educação.

A Universidade de Wageningen, na Holanda, foi eleita a mais sustentável. Seguida pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, e a Universidade da Califórnia em Davis (Estados Unidos).

No Brasil, depois da USP, aparecem: a Universidade Federal de Lavras (MG), Universidade Positivo (Paraná), Universidade de Campinas – UNICAMP (SP) e o Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN).

A Universidade Positivo obteve a mais alta pontuação (1.850) no critério energia e mudança climática. Considerando apenas este quesito, a instituição superou a Universidade de Wageningen e Oxford.

** Com informações do Jornal da USP