Bolsonaro termina com o horário de verão

(Foto: Freepik)

O presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que extingue o horário de verão a partir deste ano.

A decisão foi baseada em uma recomendação do Ministério de Minas e Energia (MME), que apontou que a medida não tem mais o efeito esperado com a redução no consumo de energia.

Segundo o secretário de Energia Elétrica do MME, Ricardo Cyrino, o horário de verão deveria aliviar o pico de consumo perto das 18h e economizar a luz elétrica com o uso da solar. Mas com o avanço tecnológico, o pico de consumo agora é as 15 horas.

O horário de verão foi criado em 1931 e foi revogado em 1968. A partir de 1985, foi novamente instituído e foi aplicado todos os anos, sem interrupção.

** Com informações da Agência Brasil