Cidades alemãs podem proibir uso de carros a diesel

(Foto: Pixabay)

A Corte Administrativa da Alemanha autorizou as cidades de Stuttgart e Düsseldorf a proibir a circulação de carros movidos a diesel dentro do perímetro urbano, para reduzir as emissões de poluentes.

A medida afeta, principalmente, os donos de veículos mais antigos que não estão dentro do Euro 6, o atual padrão de emissão de poluentes.

Segundo a Associação da Indústria Automotiva Alemã, esses carros somam 2,7 milhões. Os automóveis na categoria Padrão 5, que totalizam 5,9 milhões, não poderão ser proibidos até setembro de 2019.

O restante dos veículos em operação estarão sujeitos a proibição a qualquer momento.

A decisão judicial deverá acelerar a conclusão da tecnologia, que oferece mais desempenho, economia de combustível e baixas emissões de gases poluentes, e ficou desacreditada após o escândalo de fraude envolvendo diversas montadoras.

A premiê alemã, Angela Merkel, anunciou que irá se reunir com todos os prefeitos e poderá ter  decidir se as montadoras terão que arcar com o custo para readaptar os veículos a diesel, em um momento em que a indústria precisa investir em veículos elétricos e na tecnologia para autônomos.

A queima de diesel é um dos principais poluentes e agravantes a saúde. Segundo a autoridade sanitária da União Europeia, o óxido de nitrogênio e a poluição atmosférica causam 40 mil mortes prematuras por ano nos países europeus.

Para especialistas, a decisão judicial abre caminho para qualquer cidade alemã proibir a circulação dos veículos a diesel mais antigos e pode influenciar medidas similares em outras cidades europeias. Paris, Madri e Atenas anunciaram, em 2016, planos para banir carros a diesel das ruas até 2025.

** Com informações do Valor