Esbanje glitter no carnaval sem prejudicar o meio ambiente

(Foto: Divulgação)

O Carnaval chegou e a folia é marcada por muito glitter, lantejoulas e peças coloridas. Mas de acordo com pesquisadores, o glitter pode prejudicar o meio ambiente.

glitter é um microplásticonão é biodegradável, ou seja, não se decompõe com facilidade na natureza. Quando essas partículas escorrem pelo ralo, o sistema de tratamento de esgoto não consegue filtrá-las e, por serem muito pequenas, acabam nos rios e oceanos.

Segundo pesquisadores, se o microplástico for ingerido pelos organismos aquáticos, pode afetar o crescimento das espécies e a cadeia alimentar.

Isso significa que o glitter vai acabar? A resposta é não. Várias empresas já fabricam produto biodegradável. No Brasil, a Simple Organic, a Viva Purpurina Biodegradável, a Pura BioGlitter e a Glitra são algumas das marcas que investem no segmento.

Para a professora de química da Universidade do Estado de Nova York, Sherri Mason, apesar de a iniciativa ser positiva, o glitter biodegradável não dará conta da demanda atual e, por isso, o uso do material deve ser reduzido.

** Com informações do G1