Mudança climática fica no rodapé de cúpula europeia

(Foto: Pixabay)

Por resistência da Polônia, da República Tcheca e Hungria, a iniciativa para tornar a União Europeia com emissão neutra em carbono até 2050 foi reduzida a uma nota de rodapé, em uma cúpula do bloco.

França e Alemanha lideraram os países para criar uma nova meta climática ambiciosa e para ser aprovada, era preciso ter unanimidade. Mas não chegaram a um acordo.

Vinte e quatro líderes da UE preferiram limitar o seu apoio à meta de 2050: “Para a grande maioria dos Estados-membros, a neutralidade climática precisa ser alcançada até 2050”.

A meta para 2050 é vista como um caminho para a UE rever a meta de curto prazo, embora isso tenha muito menos apoio.

A União Europeia projeta que o bloco teria que investir entre 175 bilhões a 290 bilhões de euros por ano em tecnologia de energia limpa.

** Com informações da Reuters