Nova York processa petroleira por enganar investidores sobre mudança climática

(Foto: Sam Jotham/ Unsplash)

A Procuradora-Geral de Nova York, Barbara D. Underwood, entrou com um processo contra a maior empresa petrolífera dos Estados Unidos, a ExxonMobil Corp, por mentir e minimizar aos investidores sobre os riscos dos impactos das mudanças climáticas sobre seus negócios.

A ação alega que a petroleira assegurou aos investidores que havia avaliado adequadamente o impacto das regulamentações climáticas em seus negócios, usando um “custo indireto” para os prováveis efeitos de eventos futuros nos negócios, e não conseguiu contabilizar os custos na determinação do volume de reservas de petróleo e gás ou de anotar o valor de seus ativos.

O processo pede indenização por danos não revelados, uma revisão das representações da empresa e que a petroleira corrija “inúmeras deturpações” aos investidores.

O processo representa o esforço legal mais significativo para responsabilizar uma empresa de combustível fóssil por enganar o público sobre os impactos da mudança climática. Desde novembro de 2015, o procurador-geral de Nova York investiga a ExxonMobil Corp. A empresa também é investigada no estado de Massachusetts pelo mesmo motivo.

Outras empresas de combustíveis fósseis, incluindo a BP Plc e a Chevron Corp, estão sendo processadas por estados e cidades em todo o país pela falta de infraestrutura contra o aumento do nível do mar causado pelo aquecimento global.

** Com informações da Reuters e do The New York Times