Novos ministros – compromisso com a sustentabilidade?

O presidente Michel Temer divulgou a nova composição ministerial. As pastas que cuidam da sustentabilidade e os compromissos com o meio ambiente têm políticos conhecidos e outros ainda sem história administrativa nas respectivas áreas.

ministro do Meio Ambiente é José Sarney Filho, que já ocupou a pasta no governo Fernando Henrique Cardoso (1999-2002). Conhecido como Zequinha Sarney, foi na gestão dele a proposta de Reforma do Código Florestal, que previa – na primeira versão- os percentuais de 80% de Reserva Legal em propriedades com áreas de floresta na Amazônia Legal, e de 35% para as regiões do Cerrado na Amazônia. Na época, o ministro foi apoiado por ONGs e ambientalistas.

ministro da Agricultura é o senador de Mato Grosso, Blairo Maggi. Agônomo, foi governador do estado do Mato Grosso em 2003, ficou internacionalmente conhecido como Rei da Soja e por defender o desmatamento da Amazônia, recebendo apelido dos ambientalistas como o “exterminador do futuro”. Maggi é o relator da PEC 65, que estabelece que, a partir da simples apresentação de um Estudo Impacto Ambiental (EIA) pelo empreendedor, nenhuma obra poderá mais ser suspensa ou cancelada.

O Presidente nacional do PRB, o advogado Marcos Pereira assume o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A pasta perderá a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e poderá ficar em o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES). Em seu site é apresentado como: Marcos Pereira, capixaba de 44 anos, evangélico, advogado e presidente nacional do Partido Republicano Brasileiro – PRB. Nascido em Linhares, no interior do Espírito Santo, por onde passa a lama da Samarco. Foi gestor da Rede Record de TV.

Os Ministérios do Desenvolvimento Agrário e Reforma Agrária e Desenvolvimento Social vão se fundir tendo à frente o deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS), médico, foi secretário de saúde do Rio Grande do Sul em duas gestões e prefeito do município de Santa Rosa. É autor do projeto de lei que modifica o Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas.

Ministério da Ciência e Tecnologia sofre grandes modificações, incorporando a Comunicação, ocupada pelo ex-ministro das Cidades de Dilma e ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Ministério das Cidades tem à frente Bruno Araújo, deputado federal de Pernambuco é vice-presidente do PSDB. Advogado, foi presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, autor da proposta que acabou com os impostos federais em produtos da cesta básica e do Código Nacional de Ciência e Tecnologia.

Conheça os novos ministros:

Núcleo econômico:

  • Henrique Meirelles (PSD) – Fazenda e Previdência
  • Romero Jucá (PMDB) – Planejamento, Desenvolvimento e Gestão
  • Marcos Pereira (PRB) – Desenvolvimento, Indústria e Comércio
  • José Serra (PSDB) – Relações Exteriores com comércio exterior

Palácio do Planalto:

  • Eliseu Padilha (PMDB) – Casa Civil
  • Geddel Vieira Lima (PMDB) – Secretaria de Governo
  • Moreira Franco (PMDB) – Secretário-executivo do Grupo do Programa de Parcerias e Investimentos
  • Sérgio Etchegoyen – Ministro-chefe da Secretaria de Segurança Institucional (inclui Abin)

Área social:

  • José Mendonça Filho  (DEM) – Educação e Cultura
  • Ricardo Barros (PP) – Saúde
  • Blairo Maggi (PP) – Agricultura, Pecuária e Abastecimento
  • Ronaldo Nogueira de Oliveira (PTB) – Trabalho
  • Osmar Gasparini Terra (PMDB) – Desenvolvimento Social e Agrário
  • José Sarney Filho (PV) – Meio Ambiente
  • Bruno Araújo (PSDB) – Cidades
  • Gilberto Kassab (PSD) – Ciências, Tecnologias, Inovações e Comunicações
  • Maurício Quintella (PR) – Transportes, Portos e Aviação Civil
  • Raul Jungmann (PPS) – Defesa
  • Fernando Coelho Filho – Minas e Energia
  • Helder Barbalho (PMDB) – Integração Nacional
  • Leonardo Picciani (PMDB) – Esporte
  • Henrique Alves (PMDB) – Turismo
  • Alexandre de Moraes – Justiça e Cidadania
  • Fabiano Augusto Martins Silveira – Fiscalização, Transparência e do Controle (ex-CGU)

Sem status de ministério:

  • Moreira Franco (PMDB) – Secretaria Especial de Investimento
  • Fábio Osório Medina – Advocacia Geral da União (AGU)
  • Ilan Goldfajn – Banco Central
  • Marcio Freitas – Secretaria de Imprensa
  • Moreira Franco (PMDB) – Secretario-Executivo do Programa de Parcerias e Investimentos
  • Mansueto de Almeida – Secretaria do Tesouro Nacional