Parlamento europeu proibirá venda de plástico descartável

(Foto: Freepik)

O Parlamento Europeu aprovou uma proposta que proibirá o uso de  produtos de plástico descartável, como pratos, canudos, talheres e cotonetes, em todos os países da União Europeia a partir de 2021, que já possuem substitutos fabricados com outras matérias-primas.

Os países também seria obrigados a reciclar 90% das garrafas de plástico até 2025, enquanto os fabricantes teriam que ajudar a cobrir os custos do gerenciamento do lixo.

Em maio, a Comissão Europeia propôs a proibição de vários produtos plásticos descartáveis e a redução do uso de itens plásticos, como embalagens de alimentos, sacolas de plástico leve, embalagens por redes de fast food e produtos feitos com plástico oxodegradável.

A proibição ainda precisa ser negociada em conversações com os estados-membros. Se for uma decisão unanime, a legislação entrará em vigor em 2021.

Atualmente, a UE recicla apenas um quarto das 25 milhões de toneladas de lixo plástico que produz por ano.

** Com informações do Deutsche Welle