O país dos lixões

(Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

O Congresso Nacional discute hoje um Projeto de Lei que propõe prorrogar o prazo para acabar com os lixões no país, de modo escalonado e considerando o tamanho dos municípios. Assim, as maiores cidades e as capitais teriam até 2018 para alcançar a meta, enquanto pequenas cidades teriam até 2021.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos aprovada em 2010 previa  acabar com os lixões em todas as cidades brasileiras até 2014. Diante do não cumprimento da meta, está em discussão. Algumas cidades eliminaram esse cenário degradante, de proliferação de doenças e cidadãos de segunda categoria sobrevivendo do resto alheio. Jardim Gamacho, no RJ, tema do documentário Lixo Extraordinário foi um dos exemplos mais impressionantes do lixo como fonte de renda num mundo de excluídos.

Veja o trailer:

Diadema (ABC paulista), também acabou com o espaço gigante de dejetos. O de Brasília estava em fase final de extinção, segundo informado à imprensa, em abril passado. O Brasil chegou a ter quase 1.500 lixões espalhados por 247 municípios, segundo o Relatório de Manejo de Resíduos Sólidos, onde se concentravam quase 50% da população.

Saiba mais aqui.