Usina Verde de Campinas processará 300 toneladas por dia de resíduos

(Foto: Reprodução/ EPTV)

A Usina de Compostagem de Lixo Verde transformará cerca de 300 toneladas por dia de restos de frutas, lodo de esgoto, e restos de árvores, como galhos e grama das podas, em adubo orgânico, ao entrar em operação, segundo estimativa da Prefeitura de Campinas (SP).

Ainda em fase de teste, a usina processa 100 toneladas por dia de resíduos para a produção de adubo orgânico.

A Usina Verde funciona no Centro Experimental Central do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), na Fazenda Santa Elisa. 

Cerca de 10% a 20% do adubo orgânico produzido será usado nas áreas verdes da cidade, o mesmo volume será destinado para as plantações do IAC e o excedente será comercializado a produtores agrícolas pela Ceasa.

De acordo com a Prefeitura, foram investidos R$8 milhões na aquisição de equipamentos, custo que se pagará em um ano com a redução dos gastos com transporte e a disposição do material em aterro. A operação da usina custará R$ 694,9 mil em um ano ao município. 

A usina também receberá resíduos verdes do setor privado, que pagará por tonelada depositada.