Estudo piloto trata depressão em idosos por meio de cuidado colaborativo em unidades do SUS

(Foto: Reprodução)

Os transtornos mentais estão entre os problemas de saúde mais significativos na população adulta. Entre os idosos, estima-se que aproximadamente 10% tenham algum sintoma de depressão que necessita de atenção.

A iniciativa, pioneira na América Latina, está inserida no contexto do envelhecimento populacional. No Brasil, o Censo de 2010 revelou que 11% da população tem 60 anos ou mais.

Hoje, os idosos já são mais de 13% (26 milhões) dos brasileiros. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a quantidade triplicará até 2050.

A OMS recomenda que os transtornos mentais comuns, como a depressão, sejam identificados e tratados na atenção primária, que é a porta de entrada dos sistemas de saúde.

A primeira etapa do estudo teve financiamento da FAPESP, no Estado de São Paulo, e do Medical Research Council / RCUK, no Reino Unido.

O projeto foi coordenado por Marcia Scazufca, professora do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Fonte: Agência Fapesp