Quase 40% dos brasileiros estão dispostos a pagar mais por orgânicos

(Foto: NeONBRAND/ Unsplash)

Cerca de quatro em cada dez brasileiros estão preocupados com os efeitos da produção sobre o meio ambiente e procuram saber se as empresas adotaram métodos sustentáveis durante os procedimentos.

O levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) avaliou o perfil do consumidor em relação ao consumo consciente.

De acordo com o relatório, 19% dos brasileiros verificam sempre se a produção de um determinado produto ou alimento foi ambientalmente correta antes da aquisição.

Ao escolher alimentos, cerca de 36% dos brasileiros aceitariam pagar mais caro por orgânicos, em relação aos convencionais. Deste valor, 14% disseram que pagariam muito mais caro, enquanto 22% pagariam só um pouco mais caro. Cerca de 57% estão dispostos a pagar mais caro por produtos ambientalmente corretos.

Outros 30% dos entrevistados afirmaram que comprariam orgânicos caso o preço fosse o mesmo e outros 30% não comprariam independentemente do valor.

A pesquisa constatou que aos brasileiros que estão dispostos a gastar mais em alimentos orgânicos de acordo com a sua renda familiar. Dos que possuem renda superior a cinco salários, 52% escolheriam o alimento orgânico mesmo com preço superior. Enquanto os que recebem um salário mínimo e até dois salários comprariam orgânico em 12% e 13% dos casos, respectivamente.

Considerando dois produtos de origem animal iguais, com a diferença de que a produção de um deles adota procedimentos para que os animais vivam de forma mais próxima do natural, 37% dos brasileiros comprariam o produto que preserva o bem-estar animal mesmo que tivessem que pagar mais caro.

Cerca de 62% afirmaram que já boicotaram marcas ou empresas por violar direitos trabalhistas; testes ou maltrato a animais; crimes ambientais; discriminação de qualquer tipo, ou posicionamento político.