Venda de orgânicos frescos cresceu dois dígitos no segundo trimestre

(Foto: Unsplash)

As vendas de produtos orgânicos frescos cresceram 17% e o volume aumentou em 18% no segundo trimestre de 2020 nos Estados Unidos, em relação ao mesmo período de 2019. Os dados foram divulgados no Relatório de Desempenho de Produtos Orgânicos, que analisou os levantamentos da Nielsen.

As vendas de produtos orgânicos frescos superaram US $ 1,7 bilhão no trimestre e continuaram uma tendência de vendas de produtos orgânicos com taxas de crescimento mais altas do que os produtos convencionais.

No primeiro semestre de 2020, as vendas de produtos frescos orgânicos aumentaram 11% e 13% em volume, em relação aos primeiros seis meses de 2019. As vendas totais de produtos frescos orgânicos para janeiro-junho deste ano totalizaram US $ 3,3 bilhões.

As 10 principais categorias de  produtos geraram um crescimento de dois dígitos no segundo trimestre, com um crescimento de 67% no volume total. As saladas orgânicas embaladas continuaram a liderar o caminho. Quando a categoria de alface é adicionada, as duas categorias representam quase um em cada quatro dólares gastos em itens orgânicos de produtos frescos.

De uma perspectiva de volume, as bananas continuam sendo a maior categoria de volume orgânico, responsável por quase 20% de todo o volume orgânico vendido no varejo. Maçãs e cenouras também impulsionaram o crescimento do volume. Estas três commodities geraram 46% de todo o volume vendido no período.

O Relatório completo está disponível no site da Organic Produce Network em  https://www.organicproducenetwork.com/education