Itália se torna primeiro país europeu a banir cotonetes

(Foto: Pixabay)

Entrou em vigor na Itália a lei que proíbe a fabricação e a comercialização de cotonetes de plástico para combater a poluição de plásticos de uso único, principalmente, nos oceanos.

O produto deve ser substituído por cotonetes com hastes de papel. Estima-se que os pedaços de algodão correspondem a 9% dos resíduos encontrados nas praias italianas, em média 60 hastes de cotonete por praia.

Os cotonetes também podem ser banidos em breve no Reino Unido. O governo escocês está trabalhando em um projeto de lei que proíbe a fabricação e a venda do objeto.

Além dos cotonetes, a Itália também irá banir os cosméticos com a presença de microplásticos em sua composição, como esfoliantes e detergentes.

As medidas fazem parte de um conjunto de leis aprovadas pela União Europeia para reduzir ou proibir o uso de plásticos de uso único, como escovas de dente que podem ser feitas com bambu ao invés plástico. Os países europeus pretendem liderar a “corrida global” para limpar os oceanos no mundo.

** Com informações da euronews