Espírito Santo sanciona lei de produção agroecológica

agricultora cuidando da sua produção plantação
(Foto: Unsplash)

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, sancionou a Política Estadual de Produção Agroecológica e Orgânica (Peapo) para regulamentar a produção do setor.

A nova legislação começou a ser debatida em 2015 junto a entidades e associações ligadas ao setor e teve como ponto inicial a “carta de Santa Teresa”, documento que estabeleceu algumas diretrizes para o desenvolvimento da agroecologia no estado.

O Peapo prevê o incentivo ao uso sustentável dos recursos naturais; a promoção de sistemas justos e sustentáveis de produção, distribuição e consumo de alimentos; o fomento à agroindustrialização de base familiar; a promoção do turismo rural; a diversificação da produção agrícola; o incentivo a pesquisas aplicadas ao tema, entre outros.

Atualmente, o Espírito Santo possui mais de 300 produtores orgânicos certificados, mais de 1 mil em fase de transição e são mais de 2.800 toneladas de alimentos vendidas em feiras por mês.

** Com informações do G1