G7 doará 20 milhões de euros para combater queimadas

(Foto: Reprodução Instagram Emmanuel Macron)

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que os líderes do G7 vão providenciar 20 milhões de euros, cerca de R$ 91 milhões, para ajudar no combate ao incêndio na Amazônia. Mas o presidente Bolsonaro acha que tem “interesses” por traz do empréstimo e rejeitou.

Israel

O presidente Bolsonaro anunciou, em uma rede social, que o governo de Israel ajudará o Brasil a combater os incêndios na Amazônia. “Em contato telefônico com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, este reconhece os esforços do Brasil no combate aos focos de incêndio na Amazônia. Aceitamos o envio, por parte de Israel, de aeronave com apoio especializado para colaborar conosco nessa operação”, disse.

Agricultura

De acordo com Cristina, o ministério prepara uma campanha para incentivar produtores a usarem outros métodos, e não as queimadas, para abrir áreas na região Amazônica.

“O Ministério da Agricultura vai, de novo, fazer campanha da utilização de outras metodologias, em vez do uso de queimadas, para poder fazer essas aberturas de área. Mas para isso é preciso capacitar, dar assistência técnica e eles [produtores] precisam ter crédito para poder fazer isso de uma maneira mais racional”, disse.

A ministra também disse que a fiscalização no local é difícil por causa do tamanho da Amazônia, mas o governo já está trabalhando para resolver essa questão.

** Com informações do G1 e da Agência Brasil