Ibama anula multa de pesca irregular de Bolsonaro

(Foto: Divulgação/ Ibama)

A superintendência do Ibama no Rio de Janeiro anulou uma multa ambiental de R$10 mil aplicada ao presidente Jair Bolsonaro, em 2012, por pescar em um bote dentro da Estação Ecológica de Tamoios, área de preservação em Angra dos Reis.

O processo havia passado pelas primeira e segunda instâncias do Ibama, que decidiram pela manutenção da multa. Em ambos os casos, o presidente recorreu.

Entra então a Advocacia-Geral da União (AGU) para dar uma força ao presidente, alegando que Bolsonaro não teve direito à ampla defesa no processo.

Com o parecer da AGU, o processo volta para primeira instância e haverá um novo julgamento.

** Com informações do jornal O Globo