Maia cria CPI para investigar manchas de óleo no Nordeste

(Foto: Governo de Sergipe)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a origem das manchas de óleo que se espalharam pelo litoral do Nordeste. A medida tem o apoio de 268 deputados.

De acordo com o ato, o colegiado vai “avaliar as medidas que estão sendo tomadas pelos órgãos competentes, apurar responsabilidades pelo vazamento e propor ações que mitiguem ou cessem os atuais danos e a ocorrência de novos acidentes”.

A CPI será composta de 34 membros titulares e igual número de suplentes. Para o deputado João H. Campos, é importante que a Câmara coordene os esforços para investigar atos e omissões e apurar responsabilidades. 

O prazo para conclusão dos trabalhos de uma CPI é de 120 dias, que podem ser prorrogados por mais 60 dias.

O número de locais atingidos por óleo chegou a 643, segundo último balanço divulgado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

** Com informações da Agência Câmara de Notícias