União Europeia e China lançam declaração sobre mudança climática

(Foto: Reprodução/ Youtube Euronews)

A declaração conjunta aconteceu durante a 20ª Cúpula UE-China, em Pequim.

Na declaração, os países sublinharam a necessidade de avançar a cooperação política, técnica, econômica e científica sobre mudança climática e energia limpa para impulsionar a transição para uma economia de baixo carbono e resiliente ao clima.

“O aprofundamento da cooperação entre os dois maiores sistemas de comércio de emissões do mundo não é apenas do nosso interesse mútuo, mas também necessário para enfrentar desafios comuns a médio e longo prazo. O diálogo político recém-estabelecido será instrumental neste contexto”, explica Miguel Arias Cañete, comissário para Ação Climática e Energia.

Os dois lados se comprometeram a transferir 100 bilhões de dólares por ano para países em desenvolvimento para ajudá-los na adaptação às consequências das mudanças climáticas. Os países também prometeram buscar uma solução eficiente para as emissões de gases de efeito estufa.

Esta declaração conjunta sobre mudanças climáticas foi preparada, inicialmente, para a cúpula do ano passado, como resposta a decisão do presidente Donald Trump de retirar os Estados Unidos do Acordo de Paris. Mas disputas comerciais entre a União Europeia e a China impediram sua adoção.